Na aula passada vimos que as tarefas executadas pelo computador são todas baseadas em algoritmos. Agora trabalharemos as etapas da construção de um algoritmo.

A seguir algumas dicas para a construção de um algoritmo:

  • Definir ações simples e sem ambiguidade;
  • Organizar as ações de forma ordenada;
  • Estabelecer as ações dentro de uma sequência finita de passos.

Lembre-se, um Algoritmo é uma sequência ordenada e finita de etapas, cuja execução passo a passo resolve um problema. Para resolver estes problemas, os algoritmos devem ser capazes de realizar tarefas como:

  • Ler e escrever dados;
  • Avaliar expressões algébricas, relacionais e lógicas;
  • Tomar decisões com base nos resultados das expressões avaliadas;
  • Repetir um conjunto de ações de acordo com uma condição.

Um algoritmo quando programado num computador é constituído de pelo menos 3 partes:

Este processamento é realizado pelos compiladores  – Um compilador é um programa que traduz um programa descrito em uma linguagem de alto nível para um programa equivalente em código de máquina para um processador.

  Constante, Variáveis e Atribuição.

Para começarmos a entender o processo de construção de um algoritmo devemos conhecer estes 3 elementos básicos que um programa manipula.

Constantes:  São chamadas de constantes, as informações (dados) que não variam com o tempo, ou seja, permanecem sempre com o mesmo conteúdo, é um valor fixo (invariável).
Por exemplo: Se o dado é a data de nascimento de uma pessoa, podemos considerar esta informação como uma constante dentro do algoritmo. É reservado um espaço na memória do computador para guardar esta informação.

Variáveis: Uma variável é um espaço da memória do computador que “reservamos” para guardar informações (dados).
Importante: Diferente da constante, o conteúdo de uma variável pode ser alterado, consultado ou apagado quantas vezes forem necessárias durante o algoritmo. Mas, ao alterar o conteúdo da variável, a informação anterior é perdida, ou seja, sempre “vale” a última informação armazenada na variável. Uma variável armazena ‘apenas’ um conteúdo de cada vez.
Por exemplo: Se o dado é o saldo diário de uma conta corrente, podemos considerar que a informação mudará quando um valor é depositado ou sacado de acordo com as instruções do algoritmo.

Tipos de variáveis:

  • Inteiro: define variáveis numéricas do tipo inteiro, ou seja, sem casas decimais.
  • Real: define variáveis numéricas do tipo real, ou seja, com casas decimais.
  • Caractere: define variáveis do tipo string, ou seja, cadeia de caracteres.
  • Lógico: define variáveis do tipo booleano, ou seja, com valor VERDADEIRO ou FALSO.

Atribuição: A atribuição é uma notação utilizada para atribuir um valor a uma variável, ou seja, para armazenar um determinado conteúdo em uma variável.

Na imagem acima, a seta é a representação de uma atribuição.
  Na primeira linha, uma variável chamada idade está recebendo o valor 12 – a idade de uma pessoa.
Na segunda linha, a variável preço está recebendo um número da variável valor. Neste caso o algoritmo deverá ler / receber este número.
Na última linha da imagem, temos que a variável A receberá a soma das variáveis B + C.
Tanto B como C deverão ser lidas na execução do algoritmo.

Lembre-se – Variável: espaço na memória do computador.

 

Instrução Ler

A instrução Ler é utilizada quando se deseja obter informações do teclado do computador, ou seja, é um comando de entrada de dados.
Depois que desenvolvemos um algoritmo o compilador (VisualG) irá executar o que programamos. Se por exemplo, o nosso problema é somar dois números, devemos primeiro reservar os 3 espaços na memória do computador para receber os números e a soma, em seguida o usuário, a pessoa que trabalhará no programa, deverá digitar os números que serão somados.
Para que o usuário saiba que o objetivo do algoritmo é somar dois números devemos utilizar a instrução escrever.

Instrução Escrever

A instrução escrever é utilizada quando deseja-se mostrar informações na tela do computador.
Por exemplo, ao executar o algoritmo a tela mostrará a frase:

Programa soma dois números.
Digite o primeiro número a ser somado:

Assim, o usuário saberá o que digitar e o objetivo do algoritmo.

Importante: Quando queremos escrever alguma mensagem na tela (letra, frase, número etc.) literalmente, devemos utilizar aspas para identificar o que será escrito, pois o que estiver entre aspas no algoritmo, será exatamente o que aparecerá na tela do computador.

 

Exercício com constantes e apenas a instrução escrever (comando escreval):

Escreva um algoritmo para armazenar o valor 20 em uma variável X e o valor 5 em uma variável Y. A seguir, armazenar a soma do valor de X com o de Y em uma variável Z. Escrever (na tela) o valor armazenado em X, em Y e em Z.
Abra o VisualG e acompanhe o vídeo abaixo.


Agora vamos praticar. Clique aqui.